SOBRE NÓS


A Sociedade Histórica Destherrense (SHD) é um grupo de reconstrução histórica com sede em Florianópolis-SC. O foco de nossas atividades compreende o período entre a Revolução Francesa (1789) e a Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Desde 2010, reunimos pessoas que se interessam por diferentes aspectos da história desse longo período e se comprometem a pesquisar e reconstruir desde objetos até a fala e etiqueta de várias épocas.

Para reunir essas pessoas fora dos meios virtuais, realizamos um série de atividades relacionadas à história de Florianópolis e do litoral catarinense dentro do nosso recorte histórico. Nossos eventos incluem reuniões gastronômicas, visita a museus, caminhas urbanas em cenários de interesse histórico, piqueniques, saraus, reuniões de pesquisa, etc. Nesses encontros, os participantes fazem uma troca intensa de informações e experiências multissensoriais, contribuindo para que todos possam perceber a História como algo rico, em movimento, que tem cores, sabores, texturas, aromas e sons.

CONHEÇA NOSSOS MEMBROS

Pauline Kisner é historiadora formada pela UFSC e fundou a SHD em 2010 para reunir pessoas que, como ela, gostariam de estudar História de uma maneira diferente. Além de coordenar as atividades do grupo, ela desenvolve pesquisa nas áreas de Living History, História Social da Moda e História da Alimentação. Aqui no site, assina a coluna Diários Anacrônicos.

FACEBOOK | INSTAGRAM

Sandro Zamboni, o Zambi, é cartunista profissional e um entusiasta do steampunk, que divide seu tempo entre HQs, engenhocas a vapor e modelismo. Além de assinar a webtira “Sir Holland, o Bravo”, Zambi desenvolve o material gráfico da SHD e participa em diversos projetos de quadrinhos independentes.

 

FACEBOOK | INSTAGRAM | SIR HOLLAND, O BRAVO

Tatiana Melo, estilista formada pela UDESC, tem paixão pela Moda e cultura históricas, não recusando guloseimas durante, antes e depois do processo de pesquisa. Em meio a tecidos, agulhas e linhas, tenta transmitir um pouco mais o espírito da época em cada mínimo detalhe de suas criações. É a estilista à frente da Imaginábilis Atelier.

 

FACEBOOK | INSTAGRAM | IMAGINÁBILIS ATELIER

Mabel Godoy é uma entusiasta da culinária e seguidora do estilo lolita. Com formação na área de estética e beleza, tem um interesse especial pelas questões de maquiagem e penteados em diferentes períodos históricos, reconstruindo técnicas históricas com materiais modernos. Mabel é responsável por vários dos quitutes de época que você vê em nossos eventos.

 

Carolina Silva é pós graduada em Marketing pela Estácio de Sá SC e atua no segmento de hotelaria com Marketing Digital. Adora História da Arte e também estudar o comportamento das pessoas no século XIX. Na SHD, além de ter a oportunidade de pôr em prática essas preferências pessoais e aprender mais sobre a cultura da época, também atua como consultora na área de comunicação.

FACEBOOK | INSTAGRAM

Kassia Vianna é Guia de Turismo Regional formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), atuando nessa função nos roteiros da Floripa Dazantiga. Uma seguidora ardorosa da moda lolita que flerta com o lado obscuro da Era Vitoriana, dedicando-se a pesquisar os aspectos mais sombrios da cultura vitoriana, com ênfase especial na Inglaterra.

INSTAGRAM

Mariana Zepp é formanda em Letras – Francês pela UFSC, tem forte interesse por cultura, sociedade, história e moda de séculos passados que a faz compreender o século atual em que vivemos. Apaixonada pela subtilidade das línguas e diferenças culturais – sobretudo entre a brasileira e francófona – , sabe que ao tentar entender o estrangeiro de outrem, compreende o estrangeiro que há dentro de si também.

 

Jessé Fialho é um interessado por história da tecnologia, da política e do direito, principalmente em como a modificação desses aspectos afetaram e afetam a evolução sociocultural da humanidade.